Dependendo Da Companhia E Do Destino

10 Feb 2018 20:29
Tags

Back to list of posts

Foi sendo assim que a turista, de Porto Bem-humorado (RS), descobriu que botar um animal em um avião não é nada descomplicado. Depois, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) e o Ministério da Agricultura estabelecem uma série de normas pro transporte de animais domésticos, como cães e gatos (acesse outros bichos abaixo).Os veterinários alertam que aves, por exemplo, são muito suscetíveis ao estresse. Imediatamente tartarugas e répteis sentem menos o encontro do voo. Vale consultar um especialista. Além disso, as regras variam em cada companhia aérea e há restrições particulares para o ingresso de animais em imensos países. Dependendo do tipo e do tamanho do animal, ele pode receber autorização para ser levado no porão das aeronaves ou junto com os passageiros.Como este serviço não está incluso no valor da passagem e cada companhia possui suas particularidades, é essencial que o turista consulte, com antecedência, os websites das áreas ou os telefones de atendimento ao comprador. O embarque do animal é autorizado mediante a exposição de uma série de documentos, como atestado de sanidade e condições físicas do bicho, assinado pelo veterinário, e carteira de vacinação atualizada, com comprovação de vacina múltipla, antirrábica e tratamento anti-helmíntico. Dependendo do porte e da raça do cachorro, ainda é preciso que ele use focinheira pela área comum do aeroporto.Cães e gatos muito filhotes, com menos de 3 meses não podem embarcar. Fêmeas no cio também não são permitidas. Em geral, os animais menores (aqueles que próximo com a gaiola pesam até dez kg) são capazes de viajar com seus donos. Os além da medida têm de ser despachados no compartimento de cargas, e o transporte está sujeito à disponibilidade de cada voo (em geral, são só dois animais por voo).39 "O Robô" vinte de novembro de 2010Ronny Marcos Monteiro argumentou: Trinta/01/doze ás 20:Trinta e doisEnsinando Xixi e Cocô no Recinto CertoConsuma fibrasO que há de distinto pela comida pra filhotes1 Protagonistas um.Um Cãesis?3OTEVM5jmXcmjJdMkmHDVI_iZzOv4qexUGrnKYz2YdM&height=180 Desse modo, é necessário fazer uma reserva com no mínimo 24h de antecedência ao embarque. A Gol evita o embarque de animais de focinhos curtos. A medida foi tomada em setembro de 2011, após um cão da raça pug atravessar mal e morrer após aguardar dez horas para embarcar (veja abaixo).Veterinários explicam que raças com este tipo de focinho possuem complexidade de respiração. Nos cães, a troca de temperatura acontece apenas pela respiração, enquanto em nós é pelo suor. Nessa categoria estão boston terrier, boxer, buldogue, cavalier king charles spaniel, chow chow, dogue de bordeaux, grifon de bruxelas, lhasa apso, pequinês, pug e shih tzu. Pra voos internacionais, as regras em geral são as mesmas.Dependendo da companhia e do destino, as restrições podem diversificar em ligação, por exemplo, a vacinas. Para sua emissão, são necessários atestado de saúde assinado por um veterinário e carteira de vacinação em dia, além dos documentos exigidos pelo país de destino pro trânsito de animais. Os cães guia têm trânsito liberado nos aeroportos, viajam sem focinheira e próximo ao seu dono.Para embarcar, precisam ter carteira de vacinação atualizada, com comprovação de vacina múltipla, antirrábica e tratamento anti-helmíntico. Em voos internacionais, bem como é obrigatório o CZI. Eles são transportados gratuitamente e viajam em um local próximo ao dono, na primeira fileira. Para em tão alto grau, a corporação necessita ser avisada com antecedência. Na Combinação Europeia e no Japão, tais como, é exigido, além do CZI, que os animais estejam com um chip de identificação contendo infos como idade, raça, sexo e o nome do proprietário.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License