Canil Municipal De Juiz De Fora Tem Mais De 500 Animais Acessíveis Para Adoção

11 Feb 2018 08:08
Tags

Back to list of posts

Processo é feito a partir de questionários e visitação acontece de segunda a sexta-feira. Ao todo, 480 cachorros e 60 gatos são mantidos no recinto. O Canil Municipal de Juiz de Fora abriga por volta de 480 cachorros e sessenta gatos que foram resgatados em situação de risco e estão disponíveis pra adoção.Os interessados em construir os animais devem passar por uma série de questionamentos. O canil fica acessível em caso de dificuldades com o animal, como doença até 15 dias depois de adoção. Todos os animais saem da unidade castrados ou com data de castração agendada. O Canil Municipal fica na Avenida Bartolomeu dos Santos, no Bairro São Damião. O canil tem setenta e nove baias de cães e quatro de gatos. O espaço conta com ambulatório e refeitório para os trinta servidores que trabalham, bem como banheiros feminino e masculino, além de depósitos de ração oferecendo então, melhores condições de serviço para os servidores e conforto para os animais. São consumidos dezoito sacos de 15 quilos de ração, totalizando cerca de 270 quilos por dia. Os animais de rua doentes ou acidentados são recolhidos pelo setor e passam por avaliação. Eles podem ser encaminhados para uma das 3 clínicas conveniadas, caso seja verificada a inevitabilidade de operação, exames e internação, além de outros mais.O cheiro do perfume também precede a sua saída. Eles guardam e aprendem com estes sinais. É quase inaceitável fugir do radar dos cães e dos gatos. Os felinos escutam ainda melhor que os cães. E absurdamente mais do que você. Um som que passe dos vinte mil hertz (o extremo do agudo) fica inaudível pra nós.Vince e seis/09/2011 às 13:0822 Semana Cinco: Alexandre[45] Adaptação: Mário CunhaBulldog Inglês206 Está bemSaiba como discernir a virose21 milhões de toneladas de CO2 é o que emite a indústria do papelPalmito fatiado ou em palito (sirva em copinhos coloridos)dois 2ª suposição - Cão de fila da terceirais?APTFg98HbvGjppGBfzwFxBc357DhVyAwd4_KJMzDXLk&height=224 Imediatamente os gatos ouvem até 60 1000 hertz. Os cachorros chegam aos 45 1 mil hertz. Isso por causa de os dois evoluíram caçando roedores, dessa maneira são capazes de atrair os sinais hiper agudos que os ratinhos emitem pra se avisar. Nem sequer o som das vibrações corporais dos cupins passa batido pelos gatos. Até o som de lâmpadas fluorescentes (sim, elas realizam som) eles conseguem atrair.Segundo a especialista em comportamento animal Temple Grandin, da Escola do Colorado, se você estiver conversando no térreo, teu gato vai ouvir e identificar tua voz lá do décimo caminhar. Eles ouvem sons naquilo que pra nós é silêncio. Entretanto isso não impressiona em tal grau quanto uma jeito de outro animal doméstico: o papagaio, que enxerga o que para nós é invisível. Os papagaios veem o mundo com visão ultravioleta.Na prática, enxergam cores invisíveis. No momento em que eles olham para os pelos de outro papagaio, conseguem saber se é macho ou fêmea", diz Susan Friedman, especialista em jeito animal da Faculdade do Estado de Utah. Agora nós, humanos, não conseguimos diferenciar papagaios de papagaias - só mesmo com intervenção cirúrgica pra verificar os órgãos genitais (um processo bem invasivo), ou com teste de DNA. A visão ultravioleta também permite saber o grau de maturação de determinadas frutas, como uvas, caquis e figos. No entanto a graça dela vai bem além dessa parcela mais pragmática. O mais sensacional aqui é que os papagaios veem um universo que para nós seria psicodélico. Temos três receptores de cor nos olhos (pra verde, azul e vermelho). Assim sendo essas três são as nossas cores primárias - e a união entre elas cria as cores do nosso mundo.Os papagaios (e outras espécies de aves, peixes e répteis) têm quatro receptores: os nossos mais um dedicado ao ultravioleta. A combinação desses quatro cria um mundo estupidamente mais colorido que o nosso - um mundo tão trabalhoso de pensar quanto uma realidade com quatro dimensões, em vez das 3 que a gente conhece. O acontecimento é que, se papagaios produzissem caixas de lápis de cor, elas teriam milhares de lápis. E olha que isso não é nada perto do que outros animais enxergam.O campeão mundial de visão, por exemplo, tem doze receptores de cor. Doze cores primárias… Uau. E este nosso amigo para lá de lisérgico nem é um animal dos mais consideráveis: trata-se do mantis, uma espécie de camarão. Agradável, no mínimo no mundo dos mamíferos nós levamos vantagem sobre isso os animais domésticos.O gato e o cachorro possuem só 2 receptores de cor (azul e verde). Portanto o universo deles é um tanto menos colorido que o teu. E diferenciado: o vermelho vira verde, o verde ganha um tom mais amarelado, e o violeta fica azulado. Até o preto parece mais desbotado. O porquinho-da-índia, desigual de outros roedores, que só enxergam em preto e branco, também possui visão bicromática (vermelho e verde).É como se eles, os cães e os gatos fossem daltônicos. E essa não é a única diferença. As imagens da tv, a título de exemplo, não realizam significado pra eles. Nosso olho, assim como o de outros animais, não apaga uma imagem no centésimo de segundo seguinte à captação. Ele ainda a mantém "viva" por uma fração de segundo.Se antes deste tempo surgir outra imagem, você terá a impressão de que as figuras estão em movimento. É o que acontece no cinema e na tv: as cenas rodam numa velocidade de, no mínimo, vinte e quatro imagens por segundo. Se um filme mostrasse só 5 quadros por segundo, seria uma sequência quase pausada de figuras, como um video em stop motion. É por isso que os cães e gatos veem. Eles enxergam mais em menos tempo: um cachorro consegue visualizar de 70 a 80 imagens por segundo, um gato vê 100 imagens; até o porquinho-da-índia ganha da gente, com 33 imagens por segundo. Essa sabedoria-extra faz com que eles vejam a programação de Tv como se ela fosse em stop motion, com "cortes" entre cada cena. Ademais, a tela fica tremida e dá pra acompanhar a passagem dos quadros, que surgem de pequeno para cima.As TVs digitais optaram quota nesse dificuldade. Elas rodam numa velocidade mais alta, aí os cachorros podem ter uma visão mais parecida com a nossa, sem tremedeira pela tela. Ainda sendo assim, isto não basta para prender a atenção deles. Entretanto pros cachorros, pelo menos, cientistas desenvolveram uma solução: um canal de Televisão totalmente voltado a eles. Nicholas Dodman, veterinário e pesquisador da Faculdade Tufts, lançou a novidade nos Estados unidos no início desse ano. O canal, chamado de DOGTV, mostra cenas de cachorros correndo pelo gramado, brincando entre si, pulando na piscina.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License