Fórum Dos Leitores

08 Feb 2018 08:05
Tags

Back to list of posts

is?2-8AocU6shiePgswFQch8AKBDCvzi7CyTeuCsQhv_7c&height=214 A mesma moral que rege a corretíssima inadmissibilidade de confrontar, agredir, ofender o Judiciário bem como está presente no momento em que juízes executam passeatas pedindo regalias do tipo auxílio-moradia e outros extras absurdos, acima do neste instante significativo salário mensal? Se todo e qualquer assalariado paga suas despesas sem essas criativas benesses corporativas, tua autorização é olhar qualquer um que não seja "do time". Quer dizer, quase toda a população! E também pesar em nossos bolsos alguma coisa tão estapafúrdio e totalmente indevido.Pedimos à ministra Cármen Lúcia que, por favor, reflita sobre o exposto acima. Como filho de ex-desembargador, fiquei envergonhado com a imagem publicada na primeira página do Estadão de sexta-feira em que juízes e procuradores, tal qual sindicalistas, se opõem à reforma da Previdência e reivindicam benefícios. E também não se vexarem com o imoral auxílio-casa, saem a público pra solicitar acrescentamento salarial e outras benesses. Onde estão a ética, o patriotismo, o senso de justiça social e a discrição, atributos inerentes a quem vai julgar os seus parelhos?Procuradores e juízes, servidores públicos togados, ao realizarem manifestações públicas em defesa de causas questionáveis, destacando-se o auxílio-casa, estão abandonando o convencional e esperado posicionamento recatado. Esse corporativismo togado está apequenando o Poder Judiciário, neste momento desgastado pela histórica morosidade processual e por teu grande custo - o mais grande dentre os três Poderes.A continuarem tais comportamentos, é vasto o traço de perderem o respeito da população, como prontamente vem acontecendo pontualmente. O momento exige sacrifícios, não privilégios. E, ainda, adicional por tempo de serviço! Para agravar a ocorrência, eles são inteiramente contra a reforma da Previdência, pra poderem se aposentar com o mesmo valor do último salário pela ativa.E nessas atitudes se irão equiparando e nivelando aos nossos políticos desonestos e aproveitadores, que só pensam e se empenham em proteger os próprios interesses e os de seus parceiros. No Brasil, 44,cinco milhões ganham menos de um salário mínimo! Oferece pra crer que representantes de associações de juízes afrontem a pobreza e façam este ato espúrio pedindo reajuste salarial? 227 Hoje faz 50 anos que Laika entrou em órbita espacial Impossibilite o consumo de carne crua Dez.2013 - Golfinho nada com filhote em Harderwijk (Holanda) Vincent Jannink/ AFP Experimente a drenagem linfática Acabamento inferior aos além da medida premiuns do mercado Caça de baleiasSó de auxílio-moradia recebem mais de 4 salários mínimos! Noticia o Estadão que Lula recorreu ao STF pra impossibilitar ser preso. Se o STF variar de posição e não verificar a prisão depois da condenação em segunda instância, anulando o acórdão do TRF-quatro, fica confirmado que o Brasil não é mesmo um nação sério. Pior ainda será apequenar-se (expressão de sua presidente) diante da pressão dos petistas e salvar o "padrinho" da prisão.Por que ver outra vez a prisão em segunda instância? Imediatamente não foi decidida? Não existe um critério para fazer uma lei? Ou isso muda no vai da valsa, de acordo com o desejo do juiz? Ou conforme quem está sendo julgado ou será capaz de auxiliar-se da modificação? Acréscimo pro Judiciário? Que tal conceder acrescento de serviço?Vamos acelerar todos os processos e extinguir férias de 60 dias, recessos, auxílio-residência e demais penduricalhos! A Justiça não tem assuntos mais relevantes para julgar? Eleição sem Lula é fraude. Eleição sem Lula é golpe. Eleição sem Lula é cassar o correto da maioria da população e, por aí vai o mantra do PT.Em 2026, Lula estará apto a concorrer nas eleições presidenciais, por isso, petistas, tenham um tanto de paciência porque "quem espera alcança". Certamente vivemos tempos estanhos e bizarros. Sempre que leis brasileiras determinam que condenados em segunda instância tornam-se inelegíveis a cargo público e podem ser presos, diversas brechas nestas mesmas leis ainda conseguem permitir a Lula concorrer às próximas eleições e, mesmo confinado, ser eleito presidente da República! Nem ao menos o mestre italiano do surrealismo, Federico Fellini, acreditaria em tamanho disparate. Fundado na busca do "Datafolha", em que Lula lidera com trinta por cento das intenções de voto, o PT diz que necessita ser respeitada o desejo da maioria e Lula precisa ser candidato a presidente da República. O mesmo "Datafolha" levantou em outra pesquisa que 53% dos pesquisados, ou seja, maioria absoluta, afirmam que Lula tem que ser preso, pelo mesmo critério do PT, precisa ser respeitada o desejo da maioria!

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License