Bem vindo Ao Blog Da Clínica Vet Care

12 Feb 2018 11:20
Tags

Back to list of posts

is?lAwh-n9pZ7A4jjaE7R4jzLPzuXiVWh1VBdxuJmq-mgs&height=161 Os felinos podem ser acometidos por novas doenças que são específicas da espécie, como a lipidose hepática idiopática. É uma doença crítico e podes ser fatal caso o proprietário não perceba a tempo. É caracterizada pelo acúmulo de gordura nas células do fígado, levando a disfunção nesse órgão. Pelo motivo de é que ocorre ? A doença acontece quando por cada explicação o gato para de se alimentar, e as vezes 3 dias sem ingerir neste instante são suficientes pra doença se instalar no animal.No momento em que o gato entra no estado de anorexia, o corpo humano começa a impulsionar a gordura armazenada no corpo humano como referência de energia . Como o gato não consegue utilizar corretamente essa via e o fígado não está preparado para trabalhar com grandes quantidades de gordura, acontece sendo assim a infiltração de gordura nas células hepáticas e estas não conseguem mais realizar as suas funções. Os gatos obesos são mais susceptíveis a desenvolverem esta doença porque metabolizam a gordura do corpo mais mais rápido do que os gatos magros.O que podes levar o felino a ter anorexia? A maioria dos casos de lipidose hepática está associada a gatos obesos páram de consumir, e o fator desencadeante da doença parece ser o stress a que o animal possa ser sujeito. Por stress sabe-se qualquer modificação pela rotina ou no local do gato (mudança de alimentação, modificação de residência, presença de um novo afiliado na família, entre outros) ou mesmo alguma doença concomitante que lhe conduza a uma diminuição do apetite.Como perceber se meu animal está doente? Além da falta de apetite, um dos sinais da Lipidose Hepática é a icterícia (coloração amarela das mucosas) devido à deposição de um pigmento biliar. Além disso, começam a continuar letárgicos, apresentam vómito, perda de calorias e recusam-se a consumir. Um diagnóstico precoce é a chave para o sucesso no tratamento da lipidose hepática. Diante a confirmação da doença há que garantir um suporte nutricional intensivo. Na maioria das vezes os animais tem que ser internados para corrigirmos a desidratação e fazer um manejo alimentar adequado. Se perceber que seu felino não come há mais de 3 dias ou está com mucosas ou a pele amareladas, suave-o agora no veterinário da tua convicção!O que utilizo com bastante regularidade são as rações caseiras. Aquelas receitinhas onde mistura-se ovo, coração, cenoura, urucum (coloral), beterraba, um pouquinho de maizena e verduras. Bate-se no liquidificador, faz-se um cozido de tudo e congela-se em pequenas porções a serem dadas semanalmente ou a intervalos menores. Vale lembrar que isto precisa ser feito com bastante cuidado, que é muito acessível continuar excedente de ração e matar os peixes. Então só aconselho com o intuito de quem tem os invertebrados de plantão no aquário. Encontrei o artigo do Marcos Avila muito bom.Existem muitos anos utilizo um tipo de bóia pra alimentar os peixes. É muito fácil fazer: corte 20 cm de mangueira de silicone (a mesma utilizada pra aeração), cole as extremidades com Silastic e encoste a bóia num dos cantos. A própria água a manterá colada no vidro. Assim, os peixes se acostumam a comer em um ambiente fixo, as rações não grudam nos vidros na linha da superfície da água e até os Coridoras e Otocinclus aprendem a procurar comida naquele lugar do fundo.Quatro O Pé DominadorComo esquema de castigoNa atualidade2 Produtos três.Dois.Um Stand Up PouchesOutra vantagem é que as ampulárias assim como aprendem que ali há alimento e não comem as plantas. Isso tudo sem discutir no equilíbrio da água, pois não haverá restos de comida espalhados por todo o substrato. Tem alguma experiência pra partilhar nesta página? Não tem que lembrar-se para auxiliar! Tua privacidade é respeitada: seu e-mail é publicado apenas se quiser. Todas as submissões são revisadas antes da adição. Escreva sobre isto suas experiências pessoais, sem abreviações, sem linguagem de chat, usando pontuação e capitalização modelo. Deste modo envie seus comentários! Aquahobby. Avila. Todos os direitos reservados. A reprodução de cada porção do conteúdo desse site é expressamente proibida sem autorização escrita.Esse assunto é um bônus, dado que não precisamos esquecer dos cães vira-latas. Eles não possuem raça indefinida e a maioria vive em abrigos, entretanto ter um só tem vantagens. O gasto costuma ser baixo, são mais resistentes a doenças, alguns imediatamente são treinados e se adaptam com facilidade a cada estilo de vida. Além do mais, não tem nada mais satisfatório do que salvar um vida e conceder lar e estima a ela. Os idosos irão amar ter um cão vira-lata.Longas sessões de treinamento talvez não seja uma interessante ideia. O cão acaba ficando entediado, o dono cansado e o treino vai por água abaixo. Diminua a duração do adestramento pra cinco ou 10 minutos, somente às vezes ao dia. Ao invés de petisco, experimente utilizar um clicker. Este mecanismo chama a atenção do cão, que associa o som com o recebimento de uma recompensa. Adestrar usando este aparelho pode funcionar melhor com alguns animais, vale o teste.Distribua as responsabilidades e tarefas que surgirão com o cãozinho para toda a família (principalmente as gurias), fazendo com que se crie um elo de amizade e respeito parelho com todos os membros. Nunca grite, provoque e nem faça brincadeiras brutas com o filhote. Ele é um "bebê", e coisas aparentemente banais para nós pode traumatizá-lo eternamente. Respeite suas necessidades, não o perturbando no tempo em que estiver dormindo, descansando ou alimentando-se. A toda a hora que for carregá-lo, faça com que o peso de seu organismo fique bem distribuído, apoiando uma mão em teu peito entre suas patas dianteiras, e a outra segurando as patas traseiras bem próximo ao quadril. Não tolere nem incentive atitudes e comportamentos "engraçadinhos" do cãozinho, que não serão convenientes e desejáveis em um animal adulto.O mito de que cães e gatos são adversários naturais é infundado. Pelo inverso, existem milhares de casos em que eles criam verdadeiras amizades, resultando-se, inclusive, parceiros nos crimes em casa, como usurpar comida, desmantelar mobília e novas bagunças próprias de pets! É claro que a introdução de um novo pet requerer alguns cuidados, no final das contas, um membro de quatro patas a mais pela família podes querer dizer uma divisão de atenção, o que certamente deixará o pet mais antigo com ciúmes.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License